1948: O Homem à frente do Estado

Grão lançado ao ar por All3X às 14:27 de domingo, 16 de novembro de 2008

Após os violentos conflitos de outra grande guerra envolvendo muitos países do globo, a comunidade internacional novamente se une em prol de elaborar um organismo estruturado com a finalidade de zelar e manter a paz entre as nações. Tal qual a Liga das Nações, surgida após a Primeira Guerra Mundial, surge então a Organização das Nações Unidas tendo o mesmo ideário.
Com o objetivo comum de estabelecer garantias que colocassem o ser humano a salvo do poder do Estado, preservando seus direitos naturais, que devem estes ser atribuídos a todo e qualquer cidadão, independente de uma localidade geográfica, mas compreendido como pertencente a toda humanidade.
Nasce assim a Declaração Universal dos Direitos do Homem aprovada pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1948. Sua essência busca afirmar uma segurança jurídica ao indivíduo, mas paradoxalmente ela não possui força normativa capaz de vincular os Estados signatários a obedecerem a seus preceitos.
O objetivo daquela época era deixar evidente que o Estado não poderia se servir de seu aparato institucional para reprimir os seus cidadãos, assim como os que habitam os demais territórios nacionais. O que se procura é estabelecer uma organização política amplamente democrática, que respeite as diferenças individuais dos cidadãos e possibilite a harmônica convivência social.
Contudo, em tempos atuais, não bastam apenas afirmar quais são essas garantias imanentes do homem. Segundo o jusfilósofo Norberto Bobbio, vivemos uma crise jurídico-política. Com base nas dificuldades que enfrentamos em implementar medidas eficazes e eficientes para impedir que, apesar das solenes declarações, esses direitos sejam continuamente violados.
No entanto, como cidadãos que somos, cabe a nós também lutar para que aqueles direitos consagrados há 60 anos atrás possam ser efetivados. Isso se faz na cobrança e fiscalização de políticas públicas, na reivindicação jurisdicional de medidas de proteção, assim como a adoção de uma conduta correta, que respeite valores éticos. A mudança de postura deve começar em nós. Já sabemos o que deve ser feito, está no momento então de se colocar esses ensinamentos em atividade.

“Não importa o tamanho da montanha, ela não pode tapar o Sol”
Provérbio chinês

Este texto faz parte do Projeto G8

Postagens Relacionadas

Gostou deste artigo? Então deixe um comentário e assine nosso RSS Feed.
Imprimir esta página | Enviar para o Twitter | Recomendar no diHITT | Feed dos comentários

24 outro(s) grão(s) se juntaram a este.

  1. Isabella disse:
    Postado em domingo, novembro 16, 2008 3:33:00 PM

    :D amei aqui , visitarei sempre, pode ter certeza.
    Beem informativo *-*
    amey

     
  2. Postado em domingo, novembro 16, 2008 3:34:00 PM

    Bom texto, os direitos do homem hoje em dia são deixados para trás diariamente, para satisfazerem a ambição de poucos
    um abraço

     
  3. Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 11:51:00 AM

    Otimo o seu post... estamos evoluido em muitas e muitas coisas .. mas parece que pra outras os homens continua na era pre-histórica..

    Abç.

     
  4. Marcelo disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 1:50:00 PM

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  5. Marcelo disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 1:53:00 PM

    Alex,

    Se a gente olhar de perto a Declaração Universal dos Direitos Humanos veremos que ela é mais simbólica do que factual. Acho que foi um grande ganho que um órgão internacional reconhecesse a existência de direito inalienáveis dos seres humanos, mas como lei, uma vez que há uma coisa chamada "autonomia das nações", ela não tem validade nenhuma. Os EUA/COMUNIDADE INTERNACIONAL (sic) mesmo só interferiram em países que violavam esses direitos quando se sentiram atingidos em seus interesses particulares.
    O Talibã é um exemplo disso. Os caras barbarizaram uma nação, mataram, mutilaram (ops!, esqueci que não posso falar em barbárie quando a coisa é cultural. Senão vão pensar que eu não sou inteligente...rs) oprimiram, mas o mundo só tomou uma atitude quando suspeitaram que havia uma ninho de terroristas lá e que eles atacaram as Torres Gêmeas...
    A ONU surgiu de boas intenções, mas se perdeu nos interesses de alguns países ricos...

    Gosto mais da "Liga da Justiça"..rs
    Muito bom seu texto. Como sempre...
    Um abração.

     
  6. All3X disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 3:59:00 PM

    Marcelo, liga não, pode chamar de barbáie, ninguém dará atenção a esse detalhe..rs
    Os EUA já chamam muitos povos de menos civilizados que eles e ninguém costuma dizer nada, não tem motivo para pegarem no seu pé.
    Valeu mesmo pelo elogio, só me faz dar forças a continuar.
    E sim, por enquanto ainda é mero simbolismo a ONU, ainda tem muito que avançar em coerção ao países para que estes siguam certos preceitos universais já consagrados.
    Mas no mundo nada surge do acaso, tudo é construído por obra em etapas.
    Abraços,
    All3X

     
  7. maricotO disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 4:21:00 PM

    É tão bom quando a gente aprende o que é a Nações Unidas e seus objetivos, mas depois vamos vendo o desrespeito aos seus preceitos e a quase utopia que ela representa e nos tornamos céticos com relaçãos a essas grandes causas que se perdem depois de declarada a paz e podem então as preocupações se voltarem para os ganhos e vantagens financeiras...
    Uma pena, mas tbm acho q fazer pelo que lhe toca e onde te couber, é válido!
    Boas reflexões!

     
  8. Ju disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 4:23:00 PM

    Gostei muito do post. Realmente tem coisas que mudam sempre, mas parece que a mudança em alguns casos não funciona.

     
  9. Anônimo
    disse:
    Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 5:33:00 PM

    Ótimo texto, muito instrutivo!

     
  10. Postado em segunda-feira, novembro 17, 2008 8:45:00 PM

    Excelente post, vou voltar mais aqui!

    O pior é a cultura moderna ainda tende a deixar o povo se acomodar à perda de seus direitos, a achar que sempre a injustiça vencerá e pára de lutar pra fazerem bobagens, músicas retardadas, pixações chamando de arte, drogas como fonte de inspiração e a educação nem comento.

    O certo é que, de um jeito ou outro, a luta é eterna. Os conscientizados lutando por si e por todos os outros as vezes.

    beijos

     
  11. Marcos disse:
    Postado em terça-feira, novembro 18, 2008 2:34:00 PM

    Nem mesmo com todas essas mudanças regras etc nós homens não conseguimos mudar o lugar onde vivemos ...essa a realidade.

    Belo blog amigo bem informativo,abraços.

     
  12. RJ disse:
    Postado em terça-feira, novembro 18, 2008 2:46:00 PM

    acho que o papel da ONU (Assim como o da Liga das Nações) não funciona de fato o qunto deveria funcionar, proteger, vetar, intervir (entre outros verbos defensivos referentes ao que realmente interessa)...
    os ideais e interesses envolvidos são bem maiores do que o poder de ação dessas "organizações desorganizadas"

    abraços!

     
  13. Postado em terça-feira, novembro 18, 2008 2:51:00 PM

    Infelizmente, o que a gente viu no decorrer do século XX - e início de XXI - foi uma ONU covarde, frouxa diante do perigo à segurança do planeta protagonizado pelos EUA e URSS. Foi por causa dessa omissão, por exemplo, que mais de 200 mil timorenses morreram entre 74 e 2001; foi por causa dessa omissão que o Haiti chegou aonde chegou. Quando ela pôs seu poderio frente aos EUA, no episódio da Nicarágua (os EUA é o único país do mundo condenado por atos de terrorismo) foi esnobada pelos yankees e ficou por isso mesmo.

    Acho que temos sim um poder em mãos, mas não consigo ser idealista a ponto de acreditar numa mudança. Seria preciso de uma mobilização in loco para que os Direitos Humanos façam valer. Infelizmente, ninguém muda algo tão grande e complexo por um decreto ou declaração. Há um modelo de civilização que precisa ser quebrado.

     
  14. Postado em terça-feira, novembro 18, 2008 2:57:00 PM

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  15. Postado em quarta-feira, novembro 19, 2008 11:33:00 AM

    Legal seu texto cara,
    continue sempre attalizando

    http://paginadacomedia.blogspot.com

     
  16. Beatriz Paz disse:
    Postado em quarta-feira, novembro 19, 2008 12:16:00 PM

    A verdade é que a ONU não impõe mais o respeito que impôs tempos atrás. As normas de convivência entre países vem sendo quebradas a cada reunião, direitos humanos desrespeitados, e ambientais também.
    Se todos os países seguissem as normas ao invés de deixar que o seu poder economico, ou militar, passassem por cima delas provavelmente conseguiríamos resolver - o minimizar - problemas como o Aquecimento Global ou a Guerra no Oriente Médio, por exemplos.
    Muito bom seu blog!
    _______________________________
    Soletra pra Mim?
    Novo post: Nós. Não deixe de ler, e comentar ;)
    http://www.soletrapramim.blogspot.com
    Se estiver interessado(a) em parceria, entre em contato ou por comentário, ou por e-mail:beatriz.spaz@hotmail.com.
    Obrigada!

     
  17. Euzer Lopes
    disse:
    Postado em quarta-feira, novembro 19, 2008 10:41:00 PM

    Apreciável e louvável o didatismo deste seu texto.
    Deveria ser não apenas leitura obrigatória, como também aplicado por quem o lê.

     
  18. Postado em quarta-feira, novembro 19, 2008 10:43:00 PM

    As pessoas estão recuperando o direto de reclamar os seus direitos. Cidadania é isso, lutar pelos direitos sem perder o foco da vida!

     
  19. Lithium disse:
    Postado em quarta-feira, novembro 19, 2008 10:45:00 PM

    Ótimo post, parece que enquanto evoluimos em algumas coisas, em outras continuamos no tempo das cavernas!

     
  20. All3X disse:
    Postado em sexta-feira, novembro 21, 2008 11:28:00 AM

    Valeu Euzer, devemos mesmo aplicar o que sabemos. Como disse Ed aqui, devemos lutar por nossos direitos, isso é ser cidadão.
    Ah, se a ONU tivesse mais poder, Beatriz, realmente não haveriam casos como estes, esperamos que se altere a estrutura com o tempo.
    E Michell, mudanças ocorrem aos poucos, e sim, deve ser algo que se dá de baixo para cima para haver verdadeira transformação e aceitação.
    Não podemos perder os objetivos.
    Valeu a todos,
    All3X

     
  21. iti disse:
    Postado em sexta-feira, novembro 21, 2008 10:02:00 PM

    o que vc quiz dizer com, ja esta na hora de atualizar ?
    eu posto um dia sim um dia ñ...
    ñ fico inventando postagens sem sentido, ñ sou igual a umas pessoas que tem em mente sempre alguma coisa pra flar...
    as vezes mto do que tenho a dizer, ñ se encaixa em um blog

     
  22. jheison disse:
    Postado em segunda-feira, dezembro 01, 2008 1:35:00 PM

    caraca, que texto em... muito informativo e bem escrito...
    tu ta de parabens em....

     
  23. Postado em sábado, dezembro 13, 2008 6:41:00 PM

    como diz juca Chaves: Devemos priorizar os humano deireitos.
    Gostei do texto!!!


    http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

     
  24. All3X disse:
    Postado em terça-feira, fevereiro 10, 2009 11:42:00 AM

    Está certo Homenzinho, até mais.
    All3X

     

Postar um comentário

"Cuidado... ao dizer alguma coisa, cuide para que suas palavras não sejam piores que o seu silêncio."
Não se intimide, seja livre para comentar!

Areias do tempo:

Grãos Associados:

BlogBlogs: