O Lula nunca foi a minha anta

Grão lançado ao ar por All3X às 13:26 de sexta-feira, 5 de setembro de 2008

Há pouco foi divulgado pela Controladoria-Geral da União (CGU) que somam mais de R$ 3,3 bilhões os prejuízos por irregularidade na aplicação de recursos que a União teve nos últimos sete anos e meio. Isso segundo cálculos oficiais de mais de 12 mil processos de corrupção que envolvem dinheiro público apenas da União (não entram no cálculo valores referentes aos Estados, Municípios e Distrito federal).
Surge que espontaneamente uma grande indignação pelos atos de nossos políticos. É humilhante a improbidade administrativa por eles desencadeada. A grande pergunta que nos surge é como eles conseguem fazer tudo isso com tamanha facilidade e total descaso com a opinião popular.
Logo se coloca a culpa pela situação no governo, que é omisso e não atua de modo a evitar que situações como essas aconteçam. O inferno sempre foi tido nos outros. A culpa dos erros cometidos está na irresponsabilidade de uma coletividade alheia ao próprio indivíduo que censura os erros, ou em um sujeito determinado. Em todos os casos o homem continuamente consegue arranjar alguém para expiar os próprios erros. A primeira atitude que tomamos é justamente essa, afastar de nós a inerente responsabilidade que possuímos.
Evidente que existem muitos culpados pela corrupção existente no Brasil, mas temos que aceitar que somos também responsáveis pela atual situação dos acontecimentos. A má gestão da coisa pública no Brasil se reflete pelo nosso descaso com a política.
Somos ainda uma democracia incipiente, na qual poucos são os cidadãos tem o interesse de participar na vida e afazeres nacionais. A resignação pela política que tomamos em muitas vezes não altera a realidade social em que estamos inseridos.
A construção da cidadania não se dá em apenas um ato isolado. Enquanto sujeitos políticos somos chamados a todo dia a exercer nosso papel de cidadão. Não apenas elegendo os governantes para o próximo mandato, mas também para fiscalizar sua gestão, questionando e intervindo quando for necessário para guiar o interesse público e não permitir que ele se exceda na sua conduta.
Somente quando todos assumirem suas devidas responsabilidades com a coletividade, tendo uma verdadeira participação habitual na vida pública, é que poderemos modificar o atual quadro político-social.

Postagens Relacionadas

Gostou deste artigo? Então deixe um comentário e assine nosso RSS Feed.
Imprimir esta página | Enviar para o Twitter | Recomendar no diHITT | Feed dos comentários

24 outro(s) grão(s) se juntaram a este.

  1. Bruno Melo disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 1:31:00 PM

    Concordo contigo cara.

    Acho que parte da população brasileira está muito conformada com a política podre de hoje.

    Não vejo quase ninguem com sentimento de revolta contra os políticos.

    A hora de demonstrar que nem tudo está perdido é agora! a hora do VOTO.

    mais admito não estar muito confiante que alguma coisa vai mudar.

    Se depender da maioria do POVO e dos POLÍTICOS, tudo vai continuar na mesma.

    Infelizmente.

    Muito bom teu texto

    valeu!

     
  2. Yuri disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 5:08:00 PM

    bom argumento...;
    gostei;

     
  3. Marta disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 5:15:00 PM

    Oi Alex,

    Seu texto é muito verdadeiro. Acho que o que acontece é que muitos tentaram lutar e acabaram e se cansando e perdendo as esperanças de algo um dia mudar.

    Mas como já ouvi ... para o mal imperar, basta que os cidadãos de bem fechem os olhos e cruzem os braços.

    Com certeza não podemos aceitar esse tipo de coisa! Gente enriquecendo ilicitamente enquanto milhares vivem em situação de miséria total!

    Um abraço

    http://martateixeira.spaces.live.com

     
  4. Mr. HaG disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 5:17:00 PM

    Lula não é uma anta, pois lula é molusco!

    Tá péssimo, mas é que na situção que o país se encontra eu prefiro não argumentar política!

    Mas você escreve muito bem!

     
  5. Luly disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 5:22:00 PM

    Brasileiros, aprendam a votar, pelo amor à Pátria!

    Exatamente. Cidadania não se constroi num ato isolado.

    sucesso!

    http://rosas-inglesas.blogspot.com/

     
  6. Postado em sábado, setembro 06, 2008 5:52:00 PM

    Olá, Alex! Esse é o meu primeiro comentário aqui em seu blog. Espero que seja pertinente ao assunto tratado.

    O brasileiro se preocupa, sim, com o que acontece envolvendo seu país. Meses antes das eleições presidenciais, nosso povo sempre sai às ruas com bandeiras, camisetas e adesivos nos carros a fim de torcer para a seleção em mais um jogo da Copa do Mundo.

    Em 2008, com as Olímpiadas, a festa não é tão grande assim, mas ainda é possível observar gritos de "Brasil!" quando um atleta nosso compete por alguma medalha. Com o término das competições esportivas, desaparecem, junto com as bandeiras, o entusiasmo necessário às eleições. Necessário ao menos para quem realmente quer mudança e uma devida aplicação do dinheiro público.

    O espírito de torcida dos brasileiros, quando o assunto é futebol, infelizmente não se converte na mesma união para protestar e exigir transparência dos políticos. Depois de tanto as pessoas reclamarem por melhorias, repete-se, nas urnas, o resultado negativo de sempre. Fruto de um povo que se une nas horas de lazer e diversão, mas que não sabe amar e representar bem o país nos momentos de profunda decisão.

    Até mais, Alex!

     
  7. Postado em sábado, setembro 06, 2008 6:04:00 PM

    Este comentário foi removido pelo autor.

     
  8. All3X disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 6:06:00 PM

    Bruno, temos que fazer o necessário para buscar essa mudança, e não apenas ser pessimistas e deixar tudo de lado.
    Como bem disse Marta, devemos lutar por isso. O que quero combater é o apolitismo. Luly, exatamente isso, temos que saber votar e nos representar.
    E Mr. Hag, sem comentários não é...
    All3X

     
  9. All3X disse:
    Postado em sábado, setembro 06, 2008 6:10:00 PM

    Mateus, seja sempre bem vindo por aqui. Foi bastante pertinente sua colocação aqui sim.
    o brasileiro não sabe exatamente se definir em assuntos que necessitem de mais responsabilidade. E ainda assim fazem o maior alarde quando a situação vai de mal a pior.
    O jeitinho brasileiro deve ser algo positivo, e não uma forma pejorativa de nos identificar. Que saibamos então usar nossa organização de modo adequado.
    Valeu, All3X

     
  10. Postado em domingo, setembro 07, 2008 11:24:00 AM

    infelizmente na realidade brasileira isso é quase uma utopia.

    www.facetasdemim.blogspot.com

     
  11. Postado em domingo, setembro 07, 2008 11:53:00 AM

    será que somos mesmo uma democracia? existem várias maneiras de manipular alguem

     
  12. Postado em domingo, setembro 07, 2008 2:22:00 PM

    Alex, felizmente consegui voltar aqui! J� era tempo, ali�s.

    Quanto � corrup�o, perfeitas as considera�es. Trata-se de um processo que se inicia nas franjas da sociedade e vai at� o pessoal do colarinho branco. Quando furamos uma fila sem proporcionar um bem maior, levamos vantagem numa troca comercial ou omitimos informa�es em nosso benef�cio e em preju�zo alheio, estamos sendo t�o corruptos quanto os nossos eleitos. O estere�tipo do brasileiro � de corrup�o, essa � a verdade. Grande parte das pessoas age de forma a ganhar em cima de algu�m da maneira que lhe � conveniente.

    Da� roubos pequenos e furtos gigantescos, todos est�o na galeria detest�vel dos atos depravados. Enquanto o exemplo n�o partir da pr�pria sociedade, o reflexo dela estar� na C�mara, no Senado e nos gabinetes administrativos.

    At� mais!

     
  13. All3X disse:
    Postado em domingo, setembro 07, 2008 3:49:00 PM

    Muitíssimo bem dito Daniel, todo o processo de corrupção se inicia aqui em baixo, somos nós que permitimos que o nível chegue a esses índices atronômicos...
    Valeu por ter vindo.
    E Lidianne, concordo contigo. Existem sim muitas maneiras de se manipular a população, mas não devemos considerar a democracia uma utopia não, Elen, temos que participar ativamente todos os dias para alcançar o que pretendemos.
    All3X

     
  14. Postado em segunda-feira, setembro 08, 2008 4:03:00 PM

    bicho, o povo tah inerte. altamente conformados. nem sei direito pq essa apatia tda... parece q é mais fácil ser escravo..
    e o lula... sei lá q diabu esse demonhu é!>.<"

     
  15. blog disse:
    Postado em segunda-feira, setembro 08, 2008 10:57:00 PM

    Discordo quanto ao termo "democracia incipiente". Não somos democracia. Democracia não combina com analfabetismo nem com péssima distribuição de renda. O Brasil é um paraíso de injustiças sociais. E é baseado nisso que a conformidade existe: ninguém se mobiliza até porque sabe que de nada adiantará. É necessário que haja educação para que as pessoas tenham noção do que vem a ser liberdade e zelo pela coisa pública.
    Nem meus netos verão um país melhor.
    Quero ver a riqueza chegar aos lares e, enquanto não chega, enquanto houver a necessidade, haverá a corrupção, grassando em todos os cantos desse país miserável que é o Brasil.
    Mudo-me em breve, graças a Deus. Para nunca mais voltar.

    Mas continuarei escrevendo em portuga, que é língua européia.

     
  16. All3X disse:
    Postado em terça-feira, setembro 09, 2008 2:01:00 PM

    Valeu o colega aqui em cima, são pertinente suas colocações, mas tenho apenas uma breve colocação que desvinculando-se do problema você não irá solucioná-lo.
    Valeu, All3X

     
  17. Marcelo disse:
    Postado em quarta-feira, setembro 10, 2008 11:45:00 AM

    O grande problema é que a estrutura da democracia incipiente (como você disse) favorece o nepotismo e a má aplicação do dinheiro publico (tucanei o desvio de verba.. rs) Muitas prefeituras agem com total descaso e mesmo má fé (roubo) com relação ao erário e quando chegam nos tribunais estaduais de contas encontram a anuência e a corrupção dos próprios juízes. Acho difícil pensar uma mudança no plano legislativo já que, muitas vezes, os indivíduos que estão lá já se valeram desse recurso inúmeras vezes para livrar sua cara quando estiveram a frente do executivo. Isso me traz uma horrorosa sensação de aporia, mas paciência... faço a minha parte no pequeno cotidiando que me compete e tento conscientizar quem ainda não teve a ficha caída.
    Abraços

     
  18. All3X disse:
    Postado em quarta-feira, setembro 10, 2008 3:18:00 PM

    Valeu Marcelo, concordo contigo quando afirma que já está arraigado nos três poderes do Estados uma forte tendência à corrupção. Mas o corrupto se faz da oportunidade. Se ela não existir, não haverá atos corrompidos. Para isso, como você disse, façamos no nosso cotidiano atitudes corretas.
    All3X

     
  19. Postado em quarta-feira, setembro 10, 2008 3:37:00 PM

    Agora, vamos ver milhares de pessoas reclamando da corrupção, do governo, dos políticos. Gente dizendo que não vai votar ou vai votar em qualquer um "porque ninguém presta mesmo".
    Sempre acontece.
    Não educam as pessoas pra ver o quanto a cesta básica dada pelo candidato a qualquer coisa é prejudicial ao país e a elas mesmo.
    As eleições deveriam ser um momento de discutir, debater, impedir que velhos políticos com velhos vícios se mantenham no poder e evitar que os políticos de ocasião assumam seus lugares. Deveria ser assim.
    Mas daqui a alguns meses, vamos ver todo mundo reclamando de novo dos recém empossados, com cara de velhos conhecidos.
    um abraço

     
  20. Postado em domingo, setembro 14, 2008 7:11:00 PM

    O que mata é o conformismo da população tipo: "É assim mesmo e nunca vai mudar, temos que votar naquele que rouba menos"...
    O que não podemos é ter atitudes passivas como está.

    Parabéns pelo texrto!!!


    http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

     
  21. Antonoly
    disse:
    Postado em domingo, setembro 14, 2008 7:12:00 PM

    O Lula não é uma Anta
    ele é um burro mesmo.
    Valeu!

    www.blowgh.wordpress.com

     
  22. Postado em terça-feira, outubro 07, 2008 10:33:00 AM

    O problema, na minha visão, é que a política brasileira nasce podre na raiz. E isso ocorre principalmente por nós subestimarmos o papel do vereador na política nacional.

    Talvez ele seja o sujeito mais importante até que um Deputado Estadual. É ele que está mais próximo da comunidade que lhe elegeu. Seria fantástico, por exemplo, o voto distrital. A corrupção seria mitigada pois a comunidade teria maior controle sobre seu representante.

    O modelo está errado e o que há de certo ninguém dá bola.

     
  23. Postado em terça-feira, novembro 18, 2008 8:32:00 PM

    Alex, esse post é mais antigo, mas eu adoro fuçar os blogs dos meus amigos, além de seguir o que eles postam de mais atual. Fico impressionada pelo teu discernimento e maturidade e orgulhosa do jurista que já nasceu. Adorei a referência ao Mainardi, quando diz que o Lula é a anta dele. Cada governo tem o "ombudsman" que merece, já dizia um amigo meu.
    Também fiz questão de vir agradecer o teu comentário carinhoso no Babel, pq o propósito daquele post era reunir os amigos e eles vieram espontaneamente. Vc não poderia faltar de jeito algum. Tenho muito carinho por vc, viu? Tenha certeza disso.
    Um beijo enorme e o novo visú está um show! O blog está todo organizado, fácil de navegar, tô adorando! Foi vc que desenvolveu?
    Beijos, amigão!

     
  24. All3X disse:
    Postado em sexta-feira, novembro 21, 2008 11:03:00 AM

    Letícia, fique livre para navegar pelo blog. Também gosto de fazer o mesmo.
    Como Michell disse acima, ninguém se interessa pelo que está certo, e se foca no errado. Mas ninguém contribui para se mudar esse quadro.
    Ah, ainda faria mudanças no blog aos poucos. Mas muito obrigado. E só fiz até aqui porque tive dicas de muitos outros blogs...
    Um grande abraço, a gente conquista amigos em qualquer lugar. Valeu,
    All3X

     

Postar um comentário

"Cuidado... ao dizer alguma coisa, cuide para que suas palavras não sejam piores que o seu silêncio."
Não se intimide, seja livre para comentar!

Areias do tempo:

Grãos Associados:

BlogBlogs: